Arco Maior continua a dar um futuro novo a jovens em risco de abandono escolar - Notícias - Santa Casa da Misericórdia do Porto

https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0083.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0049.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0062.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0082.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0029.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0054.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0065.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0092.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0073.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0028.jpg
https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2017/2017-09-22%20PR%20no%20Arco%20Maior/0071.jpg
share print
Arco Maior continua a dar um futuro novo a jovens em risco de abandono escolar
⌚ 22.09.2017
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o Provedor da Misericórdia do Porto, António Tavares, e o empresário Alexandre Soares dos Santos estiveram hoje de visita ao Arco Maior. O dia ficou marcado pela proximidade entre estas individualidades e os alunos deste projeto socioeducativo. Durante a visita foi, ainda, firmado o prolongamento por mais três anos do apoio da família Soares dos Santos a este projeto, que contribui para um novo futuro de jovens excluídos dos sistemas educativos e formativos regulares. "Aproveitem esta oportunidade!", reforçou Marcelo Rebelo de Sousa.

Alexandre Soares dos Santos, que desde logo se juntou aos jovens, que permaneciam junto à entrada para o receber, numa postura próxima e afetiva, revelou extremo à vontade para com os mais novos.

Na presença do Provedor da Misericórdia do Porto, António Tavares, e do Coordenador Geral do Projeto, Joaquim Azevedo, teve lugar a assinatura do protocolo que prolonga por mais três anos o apoio ao Arco Maior pela família Soares dos Santos.

Durante a sessão o empresário fez questão de frisar que "queixamo-nos muito". "Temos de parar de nos queixar e fazer. Fico sempre encantado com a paixão destes professores por este projeto", destacou.

António Tavares reforçou a ideia: "Temos de continuar a fazer, fazer mais. Temos de continuar a apoiar estes jovens para integrarem o mercado de trabalho".

A Misericórdia do Porto é um dos parceiros deste projeto através da cedência de instalações, apoio administrativo, segurança e serviços de limpeza.

O Presidente da República fez questão de conhecer as instalações acompanhado pelos restantes convidados. No final da visita almoçou junto de alunos, professores e demais equipa, uma refeição especialmente preparada para o momento pelos jovens que integram o projeto.

Ao ar livre, num ambiente descontraído, os presentes foram convidados a sentar em mesas temáticas, especialmente pensadas para o dia. Cada mesa era partilhada por convidados e alunos, promovendo a proximidade e a partilha de conhecimentos.

Fernando Pessoa foi o tema escolhido para a mesa que reuniu o Presidente da República, Alexandre Soares dos Santos, António Tavares, Joaquim Azevedo e alguns jovens. Durante o almoço partilharam-se paladares, histórias e vontades. Marcelo Rebelo de Sousa atribuiu uma classificação a cada um dos pratos servidos durante o almoço e os jovens foram premiados com distinção na feijoada.  

O Presidente da República encerrou o almoço proferindo algumas palavras como Professor e não como Presidente. Marcelo Rebelo de Sousa demonstrou saber de perto a história de muitos dos jovens presentes, assumindo que tem uma imensa admiração por todos aqueles que não tiveram as melhores condições, mas que ainda assim souberam aproveitar as oportunidades. "Aproveitem esta oportunidade!", reforçou.


O que é o Arco Maior?

É um projeto socioeducativo, de cariz transitório, orientado para jovens estre os 15 e os 18 anos de idade, podendo ainda integrar indivíduos de outras idades que tenham sido excluídos dos sistemas educativos e formativos regulares, sem que tivessem concluído a escolaridade obrigatória.

Esta resposta educativa passa pelo regresso às escolas e aos centros de formação ou pela inserção socioprofissional imediata destes jovens, findando ciclos de inadaptação e exclusão.

Este projeto recebe cada indivíduo como um ser singular, com caraterísticas, especificidade e interesses únicos, possuidor de um potencial a descobrir.

Numa primeira avaliação cada jovem é sujeito a um diagnóstico diferencial que afere os níveis individuais de aprendizagem educativa, assim como os graus de competências práticas e sociais que possuiu. Com base neste diagnóstico é elaborado um plano de intervenção e acompanhamento individual, personalizado e multidisciplinar, para cada adolescente.

O Arco Maior oferece propostas educativas atuais em áreas diversificadas que se adaptam aos diversos perfis, interesses e vocações profissionais. Destacam-se como áreas nucleares de formação: Linguagem e Comunicação, Matemática para a Vida, Língua Estrangeira - Inglês, Cidadania e Empregabilidade.

O projeto oferece, ainda, a possibilidade dos alunos frequentarem oficinas, onde podem conhecer de forma prática e autónoma áreas como o Restauro, Restauração e Cozinha, Artes e Ofícios, TIC-Multimédia, Jardinagem e Educação Musical.

A inserção social e a autonomização destes jovens são estimuladas e desenvolvidas através de atividades realizadas com o apoio e envolvimento de entidades parceiras, onde se incluem visitas e estágios, proporcionando experiências e aprendizagens em contexto real.

Saiba mais acerca deste projeto AQUI.

top bot