Consórcio Social para a Inclusão (CSI) - Ação Social - Santa Casa da Misericórdia do Porto

https://www.scmp.pt/assets/misc/img/noticias/2022/2022-06-29%20santos%20populares%20erpi%20sl/banner.png
share print
Consórcio Social para a Inclusão (CSI)


Sobre o projeto

O Consórcio Social para a Inclusão é um projeto do Conselho Local de Ação Social do Porto (CLASP) desenvolvido em consórcio de parceria com a CAIS, CASA, Norte Vida e que tem como entidade coordenadora a Santa Casa da Misericórdia do Porto.

O projeto, financiado pelo NORTE 2020, está enquadrado na "Estratégia Municipal para a Integração de Pessoas em Situação de Sem Abrigo 2020-2023", sendo a respetiva execução efetuada em articulação com o NPISA Porto.

O presente projeto tem como principais objetivos:

Contribuir para a qualificação do acompanhamento técnico a pessoas em situação de sem abrigo, pela promoção de uma resposta mais ágil e eficaz;
Contribuir para a inclusão socioprofissional de pessoas em situação de sem abrigo;
Promover o combate ao estigma nos diferentes agentes da sociais e comunidade em geral.

Este projeto é pensado para atuar de forma holística e complementar, numa lógica de processo gradual, evolutivo e ascendente, demonstrando que existem oportunidades transformadoras. 

Como fatores tangíveis de inovação e qualidade, podemos destacar a experiência do consórcio, uma vez que a maioria das instituições são fundadoras do NPISA Porto e colaboram desde a implementação da primeira estratégia nacional. Com uma experiência de décadas na intervenção com este público vulnerável e uma experiência relevante no fenómeno do desabrigo, os diferentes perfis de intervenção constituirão uma mais valia evidente, promovendo uma maior abrangência e complementaridade na resposta, fundamental, considerando a complexidade do problema.

O projeto prevê alcançar, pelo menos, 150 pessoas em situação de sem abrigo, garantindo o seu acompanhamento por Técnico Gestor, contribuindo para o reforço da intervenção estruturada na cidade do Porto, e promover as condições necessárias a que, pelo menos, 25% das pessoas acompanhadas deixem a situação de sem abrigo e/ou integrem o mercado de trabalho.


top bot
A utilização de cookies neste website tem como principal objetivo melhorar a sua experiência.
Ao clicar em qualquer link nesta página está a dar-nos a permissão para usar cookies.